Videoclipe de "S&M" da Rihanna, poderá ser bloqueado em todo o mundo; cantora sofre com nova ação de plágio

Complicou para Rihanna. Após toda polêmica com o lançamento do videoclipe de "S&M" em 2011, a cantora de Barbados terá mais uma dor de cabeça com um processo antigo. Em junho daquele ano, o fotógrafo alemão Philipp Paulus entrou com uma ação judicial por plágio de sua sessão fotográfica "Paperworld". A semelhança no entanto foi encontrada em algumas cenas onde Rihanna está colada em uma parede e coberta por um plástico.

De acordo com o Daily Mail, as conversas entre o fotógrafo e a Universal Music não renderam e Paulus entrou com uma nova ação, solicitando uma indenização pelo plágio de seu ensaio fotográfico. Eles admitiram as semelhanças, mas não tinham feito ofertas razoáveis para resolver o assunto, o que levou a realizar a nova ação judicial.


Na esquerda, uma foto feita por Paulus no ensaio "Paperworld". Na direita, a cena do videoclipe de "S&M", que gerou a ação de plágio.

"É chocante que em uma empresa como a Universal Music, que gera seu volume de negócios com a propriedade intelectual, as cópias da propriedade intelectual são completamente não autorizadas e sem respeito", disse o fotógrafo de 22 anos. O processo está correndo em um tribunal de Stuttgart, na Alemanha.

Se Paulus vencer o processo, a Universal Music seria proibida de veicular o vídeo em qualquer lugar do mundo, inclusive no YouTube. No site, ele já foi visualizado por uma média de 49 milhões de usuários e já foi bloqueado na rede por seu teor sadomasoquista.

Comentários

AS MAIS LIDAS DO DROPS