Gravadora processa Jay Z e Tidal em US$ 50 milhões

A gravadora Cash Money está processando Jay Z e o Tidal, serviço de streaming do qual ele é dono, por disponibilizar na plataforma "Wayne Free Weezy", o álbum mais recente de Lil Wayne, lançado em 2015. 


Por meio de uma ação movida pelo rapper Bryan "Birdman" Williams, proprietário da gravadora, a Cash Money quer uma indenização no valor de US$ 50 milhões.

Segundo o processo, Lil Wayne cedeu as músicas do álbum em troca de ativos do Tidal. Birdman alega que a Cash Money tem direitos exclusivos sobre as músicas de Wayne. Desta forma, o rapper  não pode licenciar a própria obra para nenhuma empresa sem o aval da a gravadora. Atualmente, Wayne e a Cash Money brigam na justiça para que essa cláusula seja anulada.

Comentários

AS MAIS LIDAS DO DROPS