Billboard diz que “decisão de Taylor Swift não tem ligação com lançamento da Katy Perry”


Encerrando os boatos! 


A Billboard garante: a decisão de Taylor Swift de liberar toda a sua discografia nas plataformas de streaming em nada tem a ver com o lançamento do novo álbum da Katy Perry e a “briga” entre as duas popstars.

Pra quem está por fora do assunto, na sexta-feira (09), dia do lançamento do “Witness”, Taylor recolocou para audição toda a sua discografia, incluindo o “1989”, inédito em plataformas como Spotify. Para muitos, a ação foi uma jogada para brecar os streamings de Katy e disputar a atenção com a cantora de “Swish Swish”. Alguns sites chegaram a chamar Taylor de imatura e mesquinha.

Uma fonte ligada ao time de Taylor disse ao site da revista norte-americana o motivo que levou a cantora de finalmente adicionar os streamings dos seus álbuns em plataformas que a própria acusava de baixo pagamento de royalties. Por três anos, nenhum disco estava disponível para audição.

“Depois da Recording Industry Association of America (RIAA) notificar Taylor que o catálogo da cantora se aproximava das 100 milhões de unidades vendidas no início da semana, ela decidiu rapidamente a puxar o gatilho, fontes nos dizem”, diz o texto da Billboard. O site afirma ainda que “o momento foi uma coincidência – e não uma tentativa de tirar as atenções de Katy”.

Comentários

AS MAIS LIDAS DO DROPS