Quatro álbuns do Linkin Park aparecem na Billboard 200 após morte de Chester Bennington; banda solta comunicado



Como já era esperado, quatro álbuns do Linkin Park voltaram a mais importante parada do mercado americano após a morte do vocalista Chester Bennington, na semana passada.


A procura pelas músicas do Linkin Park subiu cerca de 7,000% desde a última quinta-feira, quando Chester foi encontrado morto em sua casa, na Califórnia. Hoje, os quatro discos mais famosos da banda voltaram a Billboard 200.

O mais recente trabalho dos caras, o chamado “One More Light”, reapareceu na 17ª posição, vendendo 23 mil álbuns, sendo 18 mil cópias físicas. O disco foi seguido por “Hybrid Theory”, debut do Linkin Park, que surgiu na 27ª posição com 15 mil unidades, sendo 8 mil cópias físicas.

Em terceiro lugar ficou o clássico “Meteora”, que retornou à parada na 41ª posição com 11 mil unidades vendidas, o que representa um aumento de 347%. Finalmente, “Minutes to Midnight” ficou no 115º lugar com 6 mil álbuns vendidos, sendo 2 mil em cópias físicas.

Na parada de rock, o Linkin Park também se manteve soberano, com os mesmos álbuns em 3º, 5º, 6º e 27º lugar, respectivame.

Na manhã de hoje, a banda fez seu primeiro pronunciamento a respeito da morte de Chester Bennington. Foi publicado uma carta ao músico, através das redes sociais. Confira logo abaixo:


“Querido Chester,

Nossos corações estão partidos. As ondas de choque de sofrimento e negação ainda estão varrendo nossa família enquanto enfrentamos o que aconteceu. Você tocou tantas vidas, talvez até mais do que você percebeu. Nos últimos dias, vimos um derramamento de amor e apoio, tanto público quanto privado, de todo o mundo. Talinda e sua família agradecem e querem que o mundo saiba que você era o melhor marido, filho e pai; A família nunca estará completa sem você.
Conversando com você sobre os próximos anos juntos, sua excitação era infecciosa. Sua ausência deixa um vazio que nunca poderá ser preenchido – uma voz barulhenta, divertida, ambiciosa, criativa, gentil e generosa está fazendo falta no ambiente. Estamos tentando nos lembrar que os demônios que te separaram de nós foram sempre parte do negócio. Afinal, em primeiro lugar, foi a maneira com a qual você cantava sobre aqueles demônios que fizeram com que todos se apaixonassem por você. Você, sem medo, os colocou para fora e, ao fazê-lo, nos uniu e nos ensinou a sermos mais humanos. Você tinha o maior coração e conseguiu mostrá-lo.
Nosso amor por fazer e tocar música é inextinguível. Embora não sabemos o caminho que nosso futuro poderá nos levar, sabemos que cada uma de nossas vidas foi melhorada por você. Obrigado por esse presente. Nós o amamos e sentimos muito a sua falta.
Até que nos vejamos novamente,
LP.”


Comentários

AS MAIS LIDAS DO DROPS