Billboard e Rolling Stone elegem melhores performances do American Music Awards 2017


O assunto ainda continua sendo o AMA!



O American Music Awards, realizado em Los Angeles no domingo (19/11), reuniu vários artistas no palco e na plateia. Foram três horas de premiação com poucos intervalos na TV, e ainda com transmissão ao vivo para diversos países, e alguns sites importantes já criam suas retrospectivas dos “melhores momentos” da cerimônia.




P!NK E KELLY CLARSON
O dueto de “Everybody Hurts” (cover do R.E.M.) e as performances individuais das duas cantoras foram considerados pontos altos pela revista Rolling Stone. “Kelly Clarkson gerou reações vertiginosas na plateia e seu medley do hino de 2003 ‘Miss Independent’ com seu single atual ‘Love So Soft’ provou que ela é alguém que deveria estar na TV o tanto quanto possível”, escreveu a publicação, “P!nk também se apresentou duas vezes, cantando a faixa título de seu álbum recém-lançado, ‘Beautiful Trauma’, do lado de fora do hotel J.W. Marriott. A performance de desafio à morte dificilmente afetou o desempenho vocal da veterana do pop aéreo”.



Já o site da Billboard escolheu a performance de P!nk como a melhor de toda a noite. Obviamente, traçaram muitos elogios à ousadia e à coragem da inovação, mas o destaque é esse trecho: “o que faz da performance de P!nk tão especial é que, não importa sua configuração, ainda se trata sobre a voz em primeiro lugar, e sua performance de ‘Beautiful Trauma’ teria sido tão fascinante mesmo do chão”.



BTS
“Grupo traz a coreografia de volta para o mundo das boybands”, diz a Rollin Stone, “a estreia da boyband coreana BTS na TV americana foi definitivamente o momento mais bombado da noite. (…) Nos anos seguidos da separação do One Direction, o vazio do mundo das boybands foi sentido palpavelmente. Os movimentos sincronizados e a letra de ‘DNA’ fizeram o BTS lembrar a era ‘TRL’, mas sua música moderna, que empresta da meticulosidade do K-POP com sonoridades detalhadas e batidas de hip-hop, coloca o grupo no pacote do pop do final dos anos 2010”. A Billboard escreveu que a energia do BTS é incrível e elogiou o grupo por tratar a coreografia e a performance como uma prioridade.



SELENA GOMEZ
Acusada de playback pela Rolling Stone, a apresentação de “Wolves” de Selena Gomez foi considerada a segunda melhor da noite pela revista Billboard. “Elogios para Marshmello na bateria e um guitarrista mais anônimo, mas muito necessário para adicionar textura, embora a estrela aqui ainda fosse sem dúvida Selena, investindo na performance como uma peça teatral, tornando-a inesperadamente inescrutável”, diz o texto.



DIANA ROSS
Homenageada do ano no American Music Awards, a cantora apresentou um medley de sucessos – e “soou bastante fantástica”, de acordo com a Billboard. “Com 73 anos de idade, e netos no palco, é um pouco absurdo que tenha levado tanto tempo para que ela recebesse uma honraria do American Music Awards (com um vídeo gravado de ninguém com menos autoridade do que Barack Obama e Michelle Obama), mas pelo menos ela provou no palco que estava longe de ser tarde demais”, escreveu o site.

ALESSIA CARA & ZEDD
A dupla trouxe de volta “Stay”, música muito tocada no primeiro semestre, em especial no veraão americano. “A reinvenção completa que Gaga insinuou na performance de ‘The Cure’, mas não se comprometeu muito, Alessia Cara e Zedd conseguiram ao reduzir o pop EDM para apenas piano, cordas e vocais”, destacou a Billboard.

Comentários

AS MAIS LIDAS DO DROPS