Formato MP3 vai ser descontinuado pelos criadores

Oi? Como assim? 


É o fim de uma era! Ninguém esperava por essa, e muita gente está sendo pega de surpresa. E agora, como ficamos? Calma, que o Drops vai explicar. A geração iPod vai perder um de seus pilares. É que a Associação Fraunhofer, responsável pela criação do formato áudio MP3, acaba de anunciar que irá descontinuá-lo.

O motivo? O acordo de licenciamento que a Associação detém com vários programadores de software foi encerrado com a justificativa de que formatos novos como o AAC “permitem uma qualidade de áudio mais elevada em taxas de bits mais baixas”. 

As mídias atuais, como streaming, televisão ou rádio, usam técnicas mais modernas, e sendo assim, já estão oferecendo configurações mais avançadas.

Com isso, teremos um forte impacto desta decisão na indústria musical, já que a maioria das plataformas de streaming atuais utiliza estes formatos novos.

É bom lembrar que o MP3 alterou radicalmente a forma como escutamos música hoje em dia, tendo sido igualmente responsável pelo sucesso da Apple, por exemplo, após esta ter criado o iPod e seus derivados.

O que o Instituto Fraunhofer, criador do MP3, está querendo dizer, em outras palavras no anúncio feito esta semana, é que o formato está "morto". O padrão de áudio se tornou obsoleto. E, com isso chega ao fim uma história alemã de sucesso.

O desenvolvimento do MP3 começou no final dos anos 80 no Instituto Fraunhofer de Circuitos Integrados (IIS), com base em pesquisas da Universidade de Erlangen-Nuremberg. Mesmo que haja formatos de compressão de áudio mais eficientes atualmente – chamados pelos especialistas de codecs de áudio –, o MP3 é ainda muito popular entre os usuários. Vai dizer que você não usa? Pois é!

"MP3 é mais do que uma tecnologia, MP3 é um fenômeno cultural. E MP3 é um exemplo de sucesso de pesquisa, desenvolvimento e comercialização na Alemanha", diz o engenheiro eletrônico Heinz Gerhäuser, considerado o inventor do formato MP3.

"O MP3 mudou nossa forma de comprar e ouvir música. Hoje, levamos nossa coleção inteira de música com a gente, em equipamentos que não são maiores do que uma caixa de fósforos. Músicas em formato MP3 são tocadas sempre e a toda hora, não há dispositivos que não sejam compatíveis com MP3. Compramos música através da internet e não mais na loja", lembra o especialista.

É válido lembrar ainda que o MP3 comprime e guarda música. Em comparação com o arquivo original, o MP3 precisa apenas de cerca de 10% do espaço. A música pode ser transferida rapidamente pela internet. Um aparelho moderno de MP3 guarda, dependendo do tamanho da memória, de dois mil a 200 mil minutos de música, o que equivale a mais de 130 dias de reprodução contínua. Então, seria possível ir de carro por mais de quatro meses, confortavelmente, do Alasca à Terra do Fogo, sem ter que ouvir duas vezes a mesma música.

"Imagine que você está em uma cadeira de praia no jardim e ouve o chilrear dos pássaros. De repente, o vizinho liga o cortador de grama. Os pássaros continuam chilreando, mas você não os ouve mais. E o que o ouvido humano não percebe pode ser retirado sem problemas do arquivo de som", disse Gerhauser, em uma entrevista exclusiva à Deutsche Welle nos anos 90, descrevendo como o método de compressão funciona.

Não podemos nos esquecer ainda, que a Alemanha, está entre os líderes mundiais no desenvolvimento de tecnologias de áudio, também graças ao MP3. Foram geradas receitas de licenças de milhões de euros e foram financiados investimentos em novos projetos de pesquisa. O Estado também se beneficia, através de receitas fiscais e criação de emprego. As receitas fiscais induzidas pelo MP3 somam pelo menos 300 milhões de euros anuais para governos federal e estaduais na Alemanha. Pelo menos 9 mil postos de trabalho foram criados na Alemanha devido ao MP3 como, por exemplo, no comércio ou na fabricação de leitores do formato.

Então, pra finalizar: o que significa o final do MP3? Em princípio, os usuários podem continuar a ouvir ou a editar arquivos de MP3. No entanto, os especialistas do Instituto Fraunhofer aconselham que futuramente sejam usados códigos mais modernos, como AAC. Os arquivos de AAC têm cerca de um quarto do tamanho dos MP3, com a mesma qualidade. A loja iTunes, da Apple, já usa o formato AAC desde o início de 2003. 











Comentários

VIDEOCLIPES EM DESTAQUE

BAÚ DO DROPS

DROPS MUSIC NO FACEBOOK

SIGA O DROPS NO SPOTIFY!

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS

AS MAIS LIDAS DO DROPS