Kesha fará performance no Grammy 2018

Sim, vai ter Kesha no Grammy!


O movimento “Time’s Up” sempre teve uma grande força nas premiações americanas. O objetivo no entanto, é usar a visibilidade dos artistas para lutar contra a desigualdade de gênero e assédio sexual na indústria. 

O assunto também vai ser abordado no Grammy 2018. E é aí que entra a cantora Kesha. Ela fará uma performance especial da música “Praying”.

Durante uma entrevista exclusiva ao Daily Beast, o produtor da premiação Ken Ehrlich não confirma se terão ações diretas com a campanha, mas cita Kesha como uma maneira de dar esse enorme espaço. “Ela cantará ‘Praying'”, ele disse. “E sem qualquer julgamento editorial, todos nós sabemos sobre o que é essa música e o que ela fala”, completou.

Pra quem não sabe, a música “Praying” é na verdade um hino de libertação da Kesha. A artista tem lutado contra seu ex-produtor Dr. Luke, a quem acusa de assédio sexual e limitações em sua carreira. “Você disse que eu estava acabada. Bem, você estava errado e agora o melhor ainda está por vir”, canta ela.

“Mesmo que nada tenha acontecido nos últimos meses, achamos que seria importante dar para ela uma plataforma para cantar essa música que teve uma recepção forte, particularmente com audiência feminina” comenta Ehrlich. “Então estávamos realmente pensando em fazer isso antes das polêmicas surgirem. Eu acho que vai acabar sendo uma parte importante do show”, completa ele, se referindo a onda de acusações de assédio sexual contra astros de Hollywood.

É válido lembrar ainda que a Kesha está concorrendo com “Praying” na categoria “Best Pop Solo Performance”. 

Mas ela não está sozinha e vai enfrentar “Love So Soft” (Kelly Clarkson), “Million Reasons” (Lady Gaga), “What About Us” (P!nk) e “Shape Of You” (Ed Sheeran). A premiação vai ao ar no dia 28 de janeiro. Aqui no Brasil, a transmissão é da TNT.



Comentários

VIDEOCLIPES EM DESTAQUE

BAÚ DO DROPS

DROPS MUSIC NO FACEBOOK

SIGA O DROPS NO SPOTIFY!

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS

AS MAIS LIDAS DO DROPS