Pai de Beyoncé diz que se a filha fosse mais escura não faria tanto sucesso

Polêmica!


Matthew Knowles, o pai da cantora Beyoncé, concedeu uma entrevista exclusiva ao site Ebony para promover seu livro “Racism: From the Eyes of a Child” (“Racismo: dos olhos de uma criança”, na tradução livre). Durante a reportagem, ele fala sobre colorismo (que tem a ver coma discriminação pela cor e pelo tom da pele), em específico na indústria da música, e diz que a filha, a diva pop Beyoncé, não seria tão grande quanto é (ou não faria tanto sucesso) se fosse mais escura. Artistas de pele mais escura enfrentam mais obstáculos.

“Quando conheci Tina [ex-esposa de Matthew e mãe de Beyoncé], achei que ela era branca. Na minha infância e adolescência existiu um condicionamento muito grande para achar mulheres negras mais claras mais bonitas”, conta o empresário, “muitos homens negros ainda vivem isso, ainda tem essa raiva erotizada dentro de si, acham que namorar uma mulher branca, ou mulher de complexão mais clara, é uma forma inconsciente de ‘se vingar’ da sociedade”.

Sendo assim, na indústria musical, Matthew acredita que a questão do colorismo é evidente e diz claramente o porquê. “Quando se trata de mulheres negras, quem é que as pessoas ouvem tocar nas rádios pop? Mariah Carey, Rihanna, Nicki Minaj, minhas filhas [Beyoncé e Solange]. O que elas têm em comum?”, questiona. O repórter da revista responde que todas elas são negras claras. “Você acha que isso é por acaso?”, provoca Matthew, “então você entendeu o ponto”.

E você, o que pensa a respeito das declarações de Matthew?

Comentários

VIDEOCLIPES EM DESTAQUE

BAÚ DO DROPS

DROPS MUSIC NO FACEBOOK

SIGA O DROPS NO SPOTIFY!

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS

AS MAIS LIDAS DO DROPS