Billboard altera contagem para principais paradas; mudanças vão valer a partir de junho



Novidades na Billboard!


A partir de julho deste ano, a contagem para as principais paradas da Billboard,vai ser alterada. É isso mesmo! Através do seu site oficial nesta semana, a empresa, fez questão de relembrar como atualmente são feitos os rankings, e como serão formadas as novas Billboard 200 e Hot 100.

Como funciona a Hot 100: a Billboard separa os streams em dois tipos para a contagem da sua principal parada de singles. Há o “on-demand”, com atual maior peso (de plataformas como Amazon Music, Apple Music, Spotify e YouTube) e as “programadas” (como a Pandora e Slacker Radio).

Billboard 200: usa-se aqui, uma equivalência em níveis. No “single tier”, uma venda equivale a 1.500 streams em plataformas “on-demand” pagas ou gratuitas. Streams via vídeos e as plataformas de streaming “programadas” não contam nos cálculos na principal parada de álbuns, nos Estados Unidos.

Com a mudança anunciada, veja só como vão ficar as paradas da Billboard:

Hot 100

Haverá mais de dois tipos de streams na nova metodologia. A cada streaming de plataformas pagas (Amazon, Apple Music), um ponto completo será contabilizado. Já os streamings de conta aberta de plataformas com propagandas chamadas de “ad-supported” (Spotify, SoundCloud) terão 2/3 de um ponto por veiculação. E as “programadas” vão contar com meio ponto. Os valores em questão, serão mensurados, juntamente com as rotações em rádio e vendas digitais, para a formação da nova Hot 100.

Billboard 200

Dois tipos de “níveis” foram apresentados. Um álbum vendido será o equivalente a 1.250 audições via streaming pago. Os streams ‘ad-supported’ vão equivaler a 3.750 por unidade de álbum vendida. Streams em versão “trial” que oferecem às mesmas condições à contas pagas, por sua vez, serão consideradas de primeiro nível. Os vídeos seguem de fora da contagem da nova Billboard 200. Além desses dois tipos de streaming, no entanto, as vendas tradicionais, obviamente, também irão contar para o resultado final e a cada 10 faixas vendidas, uma unidade de álbum será contabilizada.

“A metodologia é um reflexo do aumento global dos streams. A música é atualmente consumida em serviços de streaming de outras maneiras, migrando de vendas puras ‘on-demand’ para uma seleção maior e diversificada das preferências do ouvinte (que inclui playlists e rádio)”, justifica a mudança que vale a partir do dia 29 de junho. Sendo assim, o grande reflexo da nova estratégia, já será visto no ranking do dia 14 de julho. Ainda segundo a Billboard, em 2019 a empresa vai separar os streamings pagos em dois níveis de relevância nas paradas, com o “nível de maior importância às inscrições pagas que oferecem acesso à biblioteca integral e sem restrição da funcionalidade das plataformas ‘on-demand'”.

Após a implementação este ano, as mudanças serão avaliadas e com isso, novas alterações podem aparecer em 2019.



Comentários

VIDEOCLIPES EM DESTAQUE

BAÚ DO DROPS

DROPS MUSIC NO FACEBOOK

SIGA O DROPS NO SPOTIFY!

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS

AS MAIS LIDAS DO DROPS