“High Road”: Kesha recebe críticas positivas com o seu novo disco


O “High Road” deu certo?
Parece que sim. Pelo menos é o que garante os maiores veículos de comunicação dos Estados Unidos e alguns veículos de países ao redor dos americanos. O quarto álbum da cantora Kesha, é só elogios e poucas críticas negativas. 

A média no site Metacritic é de 72, o que é bem positivo. No entanto, essa nota foi prejudicada por um único site (PopMatters) que resolveu fazer duras críticas, mesmos que os principais veículos especializados tenham soltado só elogios.

Veja destaques:

Variety
Kesha não apenas reivindica independência e movimento de avanço livre, mas mostra, novamente, que ela não parece nenhuma outra mulher nas paradas pop. […] ‘High Road’ é o retorno de Kesha, confiante, à mistura frívola de glitter e pop, com músicas eletrônicas e dançantes, de seus dois primeiros álbuns, mas com o benefício da idade, experiência, alívio genuíno e um polimento real por trás de suas palavras e melodias.

DIY Magazine
No geral, ‘High Road’ é uma oferta pop esmagadoramente triunfante que vê Kesha de volta ao seu melhor e se diverte muito enquanto faz isso.

Rolling Stone
A cantora volta a se divertir, enquanto continua a olhar para os seus sentimentos. No excelente ‘High Road’, ela funde todas as suas paixões – a estrada que ela está viajando no título é um caminho espiritual, mas também é ‘High’ no sentido mais terreno.

Q Magazine
Entretenimento incansável – um navio para o impressionante clima e vigor de um artista que é muitas coisas, mas nunca é um tédio.

The Independent (UK)
Se o último álbum de Kesha foi um exercício de catarse, ‘High Road’ é seu poderoso registro irmão e repleto de hedonismo contemplativo. […] É o álbum equivalente a alguém que finalmente consegue lidar com o álcool. Alguém com mais de 20 anos e contempla a vida através de momentos de melancolia tardia, em oposição a uma implosão preocupante.

Clash Music
No ‘High Road’, ela pesquisa profundamente e emancipa a personificação do puro deleite. Nada nesse disco parece forçado, mas resume a visão de Kesha sobre a montanha-russa louca e estranha que é a própria vida.

AllMusic
Nos momentos mais loucos e sujos do álbum, há uma sensação de que seu coração não gosta muito da folia. Ainda assim, esses momentos são poucos e são ofuscados pela pura alegria de viver de Kesha, sentindo a liberdade de ser tão feliz que ela não se importa se cair de cara no chão.

PopMatters

É uma audição muitas vezes irritante, tão teimosa em seu compromisso com o sentimento cafona, que muitas de suas faixas mais promissoras acabam se tornando inapropriadas para qualquer local.

Ouça o novo álbum da Kesha:

Comentários

VIDEOCLIPES EM DESTAQUE

BAÚ DO DROPS

DROPS MUSIC NO FACEBOOK

SIGA O DROPS NO SPOTIFY!

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS

AS MAIS LIDAS DO DROPS